Afrogames vai participar do CBLoL 2020

Time vai ser formado só com moradores de favela

Afrogames, o mais recente projeto da AfroReggae, focado em games e e-sports, vai adentrar no CBLoL no ano que vem. O time vai entrar no Circuito Desafiante do Campeonato Brasileiro de League of Legends em 2020. Esse circuito é uma espécie de grupo de acesso do CBLoL.

Segundo o diretor do projeto, Ricardo Chantilly, em dezembro haverá uma espécie de peneira interna no centro de formação em LoL da Afrogames, localizado na favela de Vigário Geral. Dez entre os melhores alunos e alunas serão escolhidos para formar o time de LoL que participará do torneio.

“Nosso objetivo em médio e longo prazo é transformar a Afrogames em uma das maiores organizações (de eSports) do Brasil com vários jogadores vindos da favela, que não têm dinheiro pra comprar um computador”, diz Chantilly em entrevista ao START UOL.

Afrogames ensina jovens e abre portas aos e-sports

Sobre League of Legends: LOL é um dos games mais jogados pelos brasileiros e, junto com Counter-Strike:Global Offensive, conta com os maiores investimentos nacionais dos e-sports. LOL é um jogo grátis MOBA, multiplayer online battle arena, onde os jogadores disputam em uma área com o objetivo de destruir a base inimiga. Registre-se e conheça mais do jogo no site oficial, clicando aqui.

O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) é organizado pela própria desenvolvedora de LOL, Riot Games. O torneio é disputado por oito equipes em duas etapas (ou “splits”) anuais, sendo uma em cada semestre. Os dois splits / etapas valem a classificação para a fase de entrada das competições internacionais de LOL: o Mid-Season Invitational e o Campeonato Mundial de League of Legends.

Mostrar mais

Ricardo Carvalho

Ricardo Carvalho é escritor, desenhista, filósofo de sofá, cineasta frustrado e ativista pela aceitação mundial de que videogame é arte. Redes: twitter.com/perfilricardoc, instagram.com/perfilricardoc.
Botão Voltar ao topo
Fechar