Tendência

Análise: eFootball PES 2020 faz lembrar seu auge no PS2

O melhor arcade de futebol está ainda melhor com elementos mais realistas e outras evoluções

A primeira novidade do mundo PES neste ano é o nome. Sai Pro Evolution Soccer e entra eFootball PES, uma nova forma da Konami ver seu jogo e posicioná-lo no mercado. eFootball vem de eSports, algo que a gigante asiática quer focar com o lançamento de PES 2020, prometendo estar focada como nunca para o cenário competitivo.

Outras coisas merecem ser citadas antes de começar a análise mais técnica. Além do nome ter levado um belo tapa no visual, os menus foram completamente reimaginados. Eles estão com cores modernas, super rápido e fluído e simples. Não existe poluição visual e nem centenas de botões. Tudo é muito simples, responsivo e bonito.

Entretanto ninguém comprará PES por causa do novo nome ou dos novos menus, certo? Então veja o que temos de novidade na jogabilidade do novo PES!


Ajude o ÚltimaFicha de forma gratuita, clique aqui e inscreva-se no nosso canal do Youtube


GRÁFICOS

Ano após ano jogos de futebol ganham pequenas melhorias visuais. Elas são mais gritantes quando se troca uma geração de consoles e mais amenas durante a evolução anual.

Em PES 2020 ficamos no meio termo, nada de deixar o queixo cair e nada desanimador ao mesmo tempo. Agora não são apenas os jogadores mais famosos do mundo que possuem aparência (quase) idêntica à realidade. A reprodução fidedigna dos atletas evoluiu bastante, abrangendo agora até mesmo os times nacionais licenciados pela marca.

Outro ponto que evoluiu bastante foi o gramado, ganhando mais vida e trazendo mais realismo dependendo do clima e estado da grama. Ainda no quesito campo de futebol os estádios estão fantásticos. O cuidado com os estádios nacionais licenciados são um sonho de quem joga o título desde o PS1. Estádios como São Januário, Maracanã, Itaquerão e a nova Allianz Parque são muito fidedignos aos modelos reais. A sensação de quem frequenta qualquer um destes estádios é de que o trabalho foi feito de forma extremamente caprichosa.

Fora estes dois aspectos, no geral, temos os excelentes gráficos de 2019. Estas pequenas melhoria fazem com que na data desta publicação o eFootball PES 2020 seja o jogo de futebol mais realista já feito.

A JOGABILIDADE DE PES 2020

O que me fez ficar longe do PES nesta geração era o estilo de jogo super arcade. Os jogadores cruzavam o campo correndo em 5 segundos, os passes eram super rápidos, dribles robóticos e por ai vai. Mas já há algumas gerações esta equação entre arcade versus realismo vem se estabilizando, e é no PES 2020 que as coisas ficaram extremamente interessantes.

A velocidade de tudo foi cadenciada. A diversão e estilo do PES está mantida, mas foi lhe dado um toque muito bem vindo de realismo. Tudo está menos corrido, passes, corridas, arranques, marcações, carrinhos e dribles.

O passe agora não é mais extremamente molezinha e preciso. Foi acrescentado um certo nível de dificuldade nele, sendo necessário mais cuidado com a força, direção e posição do seu jogador. Mas como assim posição? Tente você mesmo desafiar a física do corpo humano tentando passes irreais na vida real. Agora, assim como na vida real, PES não deixará que você abuse de glitches para ter passes perfeitos em qualquer direção independente da posição do corpo do jogador.

Outro elemento que impacta bastante o gameplay é a nova câmera. TORCEDORES, CALMA! Ela é esquisita nos primeiros minutos mas depois você fica com a sensação de agradecimento à Konami por ter implementado uma mudança tão simples e impactante ao mesmo tempo. A nova câmera traz com bastante realismo a sensação das transmissões de TV. No final desta resenha temos um gameplay inteiro com a nova câmera, não deixe de assistir!

Temos agora substituições rápidas durante as cutscenes de gols, cartões e faltas. Mas não apenas aquelas substituições pré-definidas de um jogador por outro, como acontece no FIFA. Agora no meio de uma comemoração de gol, falta ou cartão amarelo, você aperta do touchpad (PS4) e você terá todos os seus atletas à seu dispor para substituição, sem precisar apertar o saudoso START para abrir o menu. Isto traz muito mais dinamismo e diminuirá a quantidade de PAUSE que seus amigos fazem o tempo todo quando estão sendo massacrados por você.

Infelizmente nem tudo são flores. Ano após ano as críticas em cima dos goleiros de PES são escritas e parece que nada, ou quase nada, é feito. A inteligência artificial e a física por traz dos goleiros continua muito abaixo de todo o nível do jogo. Eles são burros e parecem não possuir habilidades de um goleiro profissional. Demora para sair do gol, pulos atrasados, mãos de alface e outros problemas fazem com que a figura do goleiro em PES seja perturbadora. A Konami precisa resolver esse problema ainda nesta geração, não da mais para esperar.

CONTEÚDO: LIGAS, MODO DE JOGO E OPTION FILES

Tendo perdido no passado a UEFA Champions League a Konami precisou se reinventar e combater a EA. Com isso vários times foram licenciados com exclusividade, como por exemplo a Juventus de Cristiano Ronaldo, e alguns torneios também se tornaram exclusivos. Um deles é o Brasileirão Série B, um alento aos jogadores brasileiros torcedores de clubes menores. Agora eles podem ter a oportunidade de jogar com seus clubes, algo inimaginável antigamente (exceto com modificações nos jogos).

Mas este apreço que a Konami parece ter com o Brasil é questionável. De que adianta, por exemplo, ter um time exclusivo e patrocinado pela Konami na vida real, caso do Vasco da Gama, e este time não ter uma escalação minimamente atualizada? A escalação e os jogadores disponíveis no Gigante da Colina são talvez do Campeonato Carioca, lá do começo do ano. Konami, se você se dispõe a licenciar as ligas nacionais e possuir clubes nacionais exclusivos, o mínimo que você pode fazer é manter estes clubes sempre atualizados. É extremamente broxante você chamar seu amigo para jogar um Flamengo x Vasco, em um jogo onde ambos são licenciados, e ver que os elencos são do começo do ano.

E sim, já conversamos com o André Bronzoni mais de uma vez sobre esse assunto e sabemos que a negociação com o direito de imagem dos jogadores e feito um a um. Porém, tendo exclusividade de alguns clubes, essas trocas deveriam ser extremamente mais rápidas. uma coisa é esperar uma semana, até um mês. outra coisa é ter uma escalação do início do ano.

A Master Liga agora tem novos personagens. E que personagens! Ao criar uma nova campanha como técnico, você poderá escolher os avatares de lendas do futebol como Maradona, Romário, Zico, Bebeto e outros! Fora os técnicos a Master Liga continua o melhor modo de PES como sempre foi. Gerenciamento de plantel, controlar o orçamento do time, revezar jogadores por cansaço, enviar olheiros e fazer proposta para novos jogadores. Todas estas clássicas tradições da Master Liga estão ainda melhores, mais práticas e fáceis de fazer, graças a toda re-estilização do menu que já citei anteriormente.

Rumo ao Estrelato e MyClub (Ultimate Team do PES) não evoluíram quase nada. O ponto positivo aqui vale para o abuso muito menor de PES em seu MyClub do que o modo do FIFA. Você precisa de poucas horas de gameplay para começar a ter jogadores famosos em seu elenco, diferente do FIFA onde você precisa de centenas de hora ou caminhões de dinheiro para ter um time competitivo.

O modo online é recheado de opções. Amistosos rápidos, Matchday e duelos usando sua equipe única do modo MyClub. É possível disputar ligas oficiais e evoluir no seu ranking competitivo dentro do jogo. Tudo isso parece se alinhar com o noto título da franquia eFootball, focado em eSports. Mas pelo menos neste começo pós lançamento os problemas assombram as partidas online. Tive laggs, quedas de partida e adversários saindo no meio do jogo constantemente. Não sei se não há punição, mas é normal você emplacar 2×0 no placar e o adversário dar rage quit. É triste ver esse tipo de problema sem ainda uma solução. Não somente nós, mas a comunidade enche a Konami com o feedback da melhoria do online, especialmente com os quitters. E ainda sofremos severamente com isso.

A Konami também encoraja os usuários em utilizar o popular option files (PS4 e PC somente). A jogada é muito bem feita pela Konami. Com os options files, por exemplo, o jogador por transformar o time do Real Madrid, que não é licenciado, em um time realista, com uniformes, estudos, patrocínios e jogadores. No próprio menu EDITAR do jogo há uma mensagem bem convidativa ao jogador para utilizar tais arquivos.

Tem tudo para ser o melhor jogo de futebol

Visual, ambientação e gráficos - 7.8
Jogabilidade - 8.1
Diversão - 9
Áudio e trilha-sonora - 6

7.7

Melhor PES da geração

eFootball PES 2020 faz lembrar seu auge no PS2. Diversas evoluções em gráficos, design de menus, liberdade de criação dos modders, ligas brasileiras e, o principal, uma cadencia na velocidade que o jogo possuía. PES agora não é somente o melhor arcade de futebol, mas também se propõe a ser o melhor título deste ano, adicionando muito mais realismo ao jogo, sem perder a diversão que seus fãs tanto amam. Alguns problemas ainda existem e precisam ser revistos com urgência. Licenciamentos de nada adiantam se não houver empenho da equipe para que os times se mantenham atualizados como na vida real. Na balança, PES é muitíssimo mais positivo que negativo, tendo potencial para ser o melhor jogo de futebol do ano!

User Rating: 3.45 ( 1 votes)

Mostrar mais

Pedro Nogueira

Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Nogueira une estas duas formações para administrar de forma única suas skills em jogos de tiro, adquiridas em anos jogados fora jogando The Duel. Além da supremacia em jogos de tiro, Nogueira é fã de jogos com história bem trabalhada e tem no sangue as habilidades de Dominic Toretto para jogos de corrida.
Botão Voltar ao topo
Fechar