Análise: Concrete Genie é uma linda e emocionante aventura

Viva uma viagem artística que mostra a força da amizade e de nunca desistir

Concrete Genie foi originalmente mostrado na Paris Game Week em 2017 e desde então ele me chamou a atenção por sua proposta. O jogo independente é composto por um time pequeno com um pouco mais de 20 pessoas e eu tive a oportunidade de testá-lo na E3 2018, o que aumentou ainda mais minha ansiedade.

LEIA MAIS

Depois de alguns atrasos em seu lançamento, pude conferir e me emocionar com o jogo que chega no dia 8 de Outubro para PS4, tendo suporte a PS VR. Confiram abaixo o que achei deste rápido, porém, profundo jogo.

Só desenhando uns monstrinhos muito loucos

Ash e a cidade de Denska

O jogo se passa na cidade fictícia de Denska. No passado a cidade portuária era viva e cheia de energia, porém, um estranho mal caiu sobre ela e todos abandonaram a mesma. Durante sua aventura de mais ou menos 4 horas, você irá controlar o menino Ash (que não é um treinador de Pokemon).

Ash tem uma veia artística muito forte e gosta de imaginar uma Denska livre de escuridão e faz diversos rascunhos em seu caderno, incluindo diversos monstrinhos simpáticos e diferenciados. Além de Ash, existe um grupo de jovens que também perambula as vazias ruas de Denska, mas não compartilham do mesmo otimismo. Esse grupo vive se aproveitando da deserta cidade para causar o caos e destruí-la ainda mais.

Sabe que horas são? Hora de levar porrada!

Como já devem esperar, eles encontram o Ash e acabam atazanando a vida dele. Mas eles vão além de um bullying “tradicional”. Eles rasgam o caderno de esboço e trancam o Ash numa espécie de teleférico que o leva até a ilha do farol.

Lá ele encontra um ser mágico, Luna que dá um pincel mágico. Agora com posse desse pincel, é possível pintar todas as paredes e devolver a vida para a cidade. E essa é a temática de Concrete Genie. Ash deverá devolver a vida e as cores a cidade de Denska enquanto ele dribla essa turma de jovens problemáticos.

Pinta mais que ta pouco

Os gênios do concreto

Como mencionei acima, Ash deverá devolver a cor e a vida a cidade de Denska através da mágica de seu pincel e de seus desenhos. Ao longo do jogo, cada parte da cidade será dividida em diversos cenários e caberá a você pintar esses cenários para liberar o próximo. Isso, sempre tendo que fugir e enganar os seus chatos “amigos”.

E o legal é a total liberdade na hora de pintar. Claro, as suas pinturas estão limitadas as páginas que achar de seu caderno de esboço, mas aonde pintará cada item, a quantidade deles e o tamanho caberá a você. Vale dizer que o jogo irá memorizar todas suas pinturas na cidade e que o contraste das luzes com a escuridão da cidade é um show a parte.

E mais um puzzle resolvido

Porém, não ache que o jogo é somente pintar. Ao longo da sua aventura você terá que criar e interagir com diversos “gênios”. Esses simpáticos monstrinhos poderão ter a propriedade de fogo, eletricidade ou vento e irão abrir caminho para as próximas partes da cidade. Por exemplo, digamos que veja um item com uma manta vermelha. Você precisará de um genie de fogo para incendiar essa manta e seguir com o jogo.

Para o gênio chegar até esse ponto, você deverá pintar diversos pontos específicos e guiá-lo até seu objetivo. Porém, diversas vezes seu gênio fará com que desenhe algo específico. E caso não tenha esse desenho, deverá achar a página faltante em seu caderno pelo cenário. Vale pontuar que embora Ash deva driblar a gangue dos jovens que só querem perturbar ele, é possível escalar os muitos prédios e enganar eles. Ou seja, o cenário é praticamente 100% utilizável.

Borboletas para ele brincar

Dois grandes destaques de Concrete Genie

Indubitavelmente o design e visual de Concrete Genie é de cair o queixo. Inclusive tenho que falar que a animação dos personagens é linda e mescla o usual 3D com técnicas de Stop-Motion. É simplesmente sublime. Mas não estou aqui para falar dos gráficos, mas sim para pontuar outros dois merecidos destaques.

O primeiro vai para seus Genies. Eu já falei como eles funcionam e ajudam na solução dos puzzles, porém, eu não falei que eles são vivos e tem uma personalidade forte. É simplesmente incrível como os simples e divertidos personagens interagem com você e entre eles. Eles brincam entre si, te chamam para conversar, se abraçam, fazem exigências para ficarem feliz e mais. Parece que você está desenhando um mascote que tem um comportamento próprio. Muitas vezes me peguei com um sorriso no rosto curtindo as reações deles.

Já o segundo grande destaque vai para algo que a Sony nunca anunciou durante seus trailers. E também não irei entregar o ouro, mas calma darei uma dica. Como já falei e é possível ver em todos os trailers, Concrete Genie pode ser categorizado como um jogo de plataforma e exploração. E sim, isso é verdade, mas depois de uma certa parte do jogo ele se transforma e coloca diversos elementos de ação. Ou seja, de certa forma, ele acaba agradando todos os públicos colocando uma boa dose de desafios.

Eis minha obra de arte

A forte mensagem de Concrete Genie

Sim, é verdade que a campanha principal de Concrete Genie leva apenas 4 horas para terminar. E muitos podem se perguntar se vale a pena investir R$ 159,99 em um jogo tão curto. Para mim a resposta é sim! Além de surpreender com uma are linda o jogo impressiona pela interação entre os genies assim como entrega um grande plot twit tanto na história como no gameplay.

Não somente isso, o jogo é uma bela história de superação que aborta pontos muito delicados como o bullying, a amizade e como relacionamentos tóxicos afetam as pessoas próximas a você.

Adicionalmente, o jogo conta com um modo livre para explorar todo o mapa e pintá-lo, assim como um modo em Realidade Virtual para poder apreciar suas obras de arte sob uma nova perspectiva.

Concrete Genie é uma bela e linda aventura

Visual, ambientação e gráficos - 10
Jogabilidade - 9
Diversão - 9.5
Áudio e trilha-sonora - 8.5
História e temática - 10

9.4

Um jogo necessário para muitos

Concrete Genie consegue entregar uma aventura muito completa que impressiona em sua arte, dá um show de luzes com suas pinturas, consegue surpreender no gameplay e ainda aborda assuntos delicados como bullying, família e amizade.

User Rating: Be the first one !

Mostrar mais

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar