Lição de amor, pai modifica o Xbox Adaptive Controller para filha jogar Zelda no Switch

para começar bem sua terça-feira

Nos Estados Unidos um pai decidiu ir além para que sua filhinha com necessidades epeciais pudesse sentir o prazer que facilmente todos nós sentimos. Pegou Xbox Adaptive Controller da Microsoft e adaptou para que ela pudesse jogar Zelda: Breath of the Wild.

Em entrevista Channel 103, Steel explicou que Ava sofre de uma condição que limita a sua mobilidade e não a deixa usar comandos tradicionais.

Com a palavra, Stell:

“Compramos uma Nintendo Switch para a minha filha no Natal e ela tem alguns problemas motores, mas não há problema pois ela apenas precisa mover o comando para cima ou para baixo, mas quando me viu a jogar Zelda: Breath of the Wild, um jogo bem complexo, ela quis experimentar, mas os controles eram muito complicados,” explicou Steel.

“Felizmente, a Microsoft tem um dispositivo que permite às crianças com problemas de mobilidade usar controlos personalizados com grandes botões e comandos, para que possam participar em algo que, de outra forma, não iriam conseguir.”

Com o Xbox Adaptive Controller e peças compradas no eBay, Steel construiu um novo comando e partilhou vídeos do processo de construção, juntamente com a reacção de Ava ao produto final.

O Xbox Adaptive Controller foi lançado em Maio de 2018 e foi desenvolvido com a ajuda de jogadores com limitações, sendo considerado pela revista TIME como uma das melhores invenções da década.

Phil Spencer, o todo poderoso da Xbox, viu o vídeo de Ava jogando Zelda e considerou de “incrível” o trabalho de Steel, dizendo ainda que gostaria de contar com a ajuda deste pai para desenvolver uma nova versão do Xbox Adaptive Controller. Steel disse que já recebeu ofertas da Microsoft e Logitech, prometendo colaborar com as duas companhias. Além disso, partilhará todos os passos que tomou para personalizar este comando para que outros possam jogar Breath of the Wild tal como Ava agora consegue.

Caiu um olho no meu cisco aqui, volto mais tarde com mais notícias. Amamos inclusão e amamos pessoas que se disponibilizam a tonar sonhos possíveis. Ainda ha esperança na humanidade. O última Ficha apoia toda causa de inclusão.

 

Roberto Filho

Saudosista apaixonado por quase tudo que é antigo: games, música, costumes, ele mesmo e o único titulo brasileiro do time de coração Atlético-MG. Fã de RPG e jogos de luta, jura que fazia fila no fliperama na década de 90.
Botão Voltar ao topo
Fechar