Análise: Observer System Redux é a versão definitiva

A versão definitiva de um excelente jogo Cyberpunk investigativo

Observer não é um estranho aqui no site. Lançado em 2017 pela Bloober Team para a geração passada e para o Nintendo Switch em 2019, ele ganha agora no final de 2020 sua versão definitiva, Observer System Redux para PS5, Xbox Series e PC.

Será que vale a pena jogar essa versão? Confiram abaixo nossa análise que foi possível fazer graças a um código cedido pela produtora.

A história de Observer System Redux

Se você já jogou o Observer original, já sabe do que trata a história. Também é possível clicar aqui para conferir nossa análise original ou então aqui para conferir a versão de Switch.

Realidade Virtual elevado a outro nível

Em Observer System Redux nós seremos colocados em um mundo futurista e Cyberpunk no ano de 2084 em uma Polônia distópica. Você será o oficial Lazarski que faz parte de um grupo especial chamado de observadores (daí o título do jogo Observer). A sua função é observar os fatos ocorridos em um crime e dos investigados através de um “interrogatório”. Mas como funciona isso?

Como estamos falando de um mundo futurista Cyberpunk, as pessoas tem diversos implantes, incluindo um chip neural onde guardam emoções e memórias. Por ter autorização e os implantes corretos, Lazarski pode entrar na mente das pessoas e extrair as informações desejadas em um mundo distorcido e subjetivo que lembra muito um pesadelo. Inclusive a maioria das perseguições e inimigos irão aparecer neste mundo. É aqui onde teremos ambientes diferentes do edificio central do jogo.

E na história, Lazarski recebe uma ligação misteriosa de seu filho Tom que não falava há anos. Ao tentar achá-lo, Lazarski fica preso em um conjunto habitacional que entra misteriosamente em quarentena. A partir dai misteriosos assassinatos começam a acontecer e cabe a você descobrir o assassino e achar seu filho.

O mais legal é que irá encontrar personagens muito interessantes ao longo da aventura. Adicionalmente, você pode falar com inúmeros inquilinos que também se encontram confinados a sua casa. Os diálogos e interações são incríveis.

Ray Tracing!

As novidades de Observer System Redux

Observer System Redux traz duas grandes novidades. A primeira é na parte gráfica. Agora temos gráficos a 4K, 60 FPS, novas animações, HDR, texturas melhoradas, modelos refeitos e claro, o tão falado Ray Tracing.

O jogo sempre teve um visual muito bom e interessante, mas agora está de cair o queixo! Observer está mais lindo do que nunca e a adição do Ray Tracing ao jogo com a temática de Cyberpunk cai como uma luva graças a seu mundo eletrônico e cheio de neon. Está ainda mais prazeroso andar por esse complexo residencial tendo inúmeros destaques visuais e melhorias na iluminação.

Já a segunda novidade é a inclusão de três novas histórias/interrogatórios secundários: “Errant Signal”, “Her Fearful Symmetry” e “It Runs in the Family”. Seguindo a ótima narrativa e ambientação do jogo, elas aumentam um pouco mais a quantidade de horas do jogo e adicionam novas histórias interessantes, mas não é nada revolucionário ou que vá mudar o que já conhecemos.

Jogabilidade simples, mas funcional

As mecânicas de Observer System Redux são as mesmas do jogo original e continuam funcionais, mas igualmente limitadas.

Como já mencionei, em Observer você será um investigador em que poderá entrar no subconsciente das pessoas. Para tal você contará com três tipos de visões. Uma noturna, uma que realça os detalhes orgânicos como sangue e forma do assassinato e outra visão que foca nos eletrônicos.

Tirando isso, você poderá abrir portas, armários, pegar itens e explorar cada quadrado deste mundo resolvendo alguns puzzles um tanto simples. Aqui vale um destaque para o DualSense que sua vibração encaixa com uma pisada mais forte de Lazarski , um momento tenso e o encaixar da mão nas maçanetas da porta para puxá-la.

No resto ele é um grande “walking simulator” onde deverá andar através dos corredores e ambientes e contará com algumas partes de stealth para não ser pego pelo inimigo. Em alguns momentos on interativos são tantos que você pode ficar um pouco confuso ou então é um tanto chato achar um item específico.

E mais uma vez eu ressalto que a parte investigativa de falar com os inquilinos é um grande destaque do jogo, juntamente com as partes de invasão das mentes onde temos mundos interessantes e experimentais.

Conclusão

Observer System Redux é a versão definitiva de um jogo único que mostra um mundo futurista com elementos de terror psicológico. As melhorias trazidas pela nova geração são muito bem vindas e transformam os visuais do jogo.

Com relação ao gameplay, nada foi mudado. O jogo contém mecânicas simples que encaixam muito bem na temática, porém, algumas vezes a simplicidade não impressiona.

O grande destaque vai para a interação com os personagens, a ótima dublagem apresentada e toda a lore deste mundo que caso tenha interesse, poderá ler inúmeros e-mails, ouvir áudios e mais.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Observer System Redux chega em ótima forma na nova geração

Visual, ambientação e gráficos - 10
Jogabilidade - 8
Diversão - 9
Áudio e trilha-sonora - 9

9

Excelente

Observer System Redux não muda a experiência original do jogo lançado em 2017, mas traz melhorias significativa em performance e gráficos incluindo o destaque do Ray Tracing que deixa o mundo mais vivo. As três novas histórias também são bem vindas, mas não mudam o que nos foi contado anteriormente.

User Rating: Be the first one !

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo