Análise: Loop Hero executa bem a mistura de diferentes gêneros!

Prepare-se para entrar neste um ciclo sem fim!

Publicado pela Devolver Digital, Loop Hero é mais um jogo independente interessantíssimo, que conta uma proposta bastante única. O jogo foi desenvolvido pela Four Quarters, conhecida por “Please, Don’t Touch Anything”, que chegou ao mercado dos celulares e PCs em 2015.

Dessa vez, ao invés de colocar os jogadores para descobrir diversos botões dentro de uma pequena sala, o estúdio propôs uma aventura bastante inovadora, misturando um RPG de mapas procedurais com gerenciamento de recursos e um sistema de jogos de cartas. Mas será que essa variedade inusitada de elementos acaba sendo confusa demais para os jogadores?

Realizamos esta análise no PC com uma cópia do jogo cedida pela produtora. O jogo está disponível exclusivamente para PCs via Steam.

O que é Loop Hero?

Os jogadores são introduzidos de maneira breve a um mundo caótico, no qual o vilão Lich aprisionou o planeta em um ciclo infinito, onde todas as coisas foram deletadas. Só resta o protagonista, a escuridão e alguns monstros. Nesse cenário nada animador, o personagem principal passa a caminhar pelo cenário cíclico em busca de recursos e uma motivação para continuar.

A narrativa do game é contada por meio de diálogos com os outros habitantes desse mundo distópico, de conversas rápidas com inimigos e outros humanos e até interações com a própria encarnação do mal. Um aspecto interessante é que, apesar de não possuir cenas propriamente ditas, os diálogos em texto são apresentados de uma maneira que a experiência não é quebrada, e todas as conversas agregam mais informações-chave que mostram motivações plausíveis até aos capangas comuns, adicionando humanidade a inimigos que serão derrotados centenas de vezes durante o jogo.

Planeje bem seus passos

O grande destaque de Loop Hero encontra-se na jogabilidade do game. O personagem move-se e batalha contra inimigos de maneira automática, ficando a par do jogador gerenciar recursos, construir estruturas que agregam variedade de itens e inimigos e atribuir equipamentos e melhorias ao herói. Dessa maneira, os jogadores não controlam o herói, mas sim um Deus que decide como a aventura do mesmo será enfrentada.

Na parte de gerenciamento de recursos, cada construção e cada batalha resulta em um fragmento de recurso diferente. Com esses itens, os jogadores podem construir uma base na qual são definidos os atributos e cartas utilizados na aventura. Basicamente, isso é um HUB principal no qual os jogadores conseguem progredir entre as partidas.

Em relação à construções de estruturas, é aí que entra a maior parte do pensamento estratégico que definirá se o herói conseguirá aprimorar sua base, ou será derrotado pelas forças do mal. Após sair da base, o herói passa a andar e enfrentar inimigos em um cenário cíclico. A cada batalha contra um inimigo, o mesmo tem chances de receber uma carta de estrutura, que podem variar entre: facilitar as batalhas com a adição de atributos para o herói; criar eventos únicos ou até permitir o surgimento de tipos específicos de monstro.

A variedade de cartas é enorme, e cada uma possui atributos diferentes, colocando os jogadores para planejar bem o posicionamento de cada estrutura para manter as recompensas fluindo, e sem custar a vida do protagonista.

E você achou que estava ficando fácil

Além de todo o planejamento nos cenários, ressalto que existem diferentes classes de personagem, que além de alterar alguns atributos, ainda contam com equipamentos diferenciados e a necessidade de uma estratégia totalmente nova.

Por exemplo, a aventura se inicia com o guerreiro, um personagem bastante intermediário, que possui dano, defesa e esquiva a um nível moderado. O ladino, por sua vez, conta com uma jogabilidade mais rápida, causando acertos críticos e permitindo até equipar duas armas ao mesmo tempo. No entanto, o mesmo possui uma tolerância muito menor de dano, tendo que recorrer a atributos de esquiva.

Loop Hero

A experiência de modo geral é bastante intuitiva e imersiva, e fica fácil de se perder por horas a fio nessa ambientação medieval. Vale ressaltar que ao retornar à base, as construções são perdidas e mantêm-se apenas os recursos. Dessa maneira, o progresso dos jogadores depende totalmente do máximo de batalhas que enfrentam e quantos itens conseguem coletar antes de serem derrotados ou retornarem à base. E acredite, o ditado de “mais vale um pássaro na mão do que dois voando” nunca fez tanto sentido, visto que não existe perda nenhuma em retornar à base. E caso o jogador seja derrotado, perde 70% dos itens que adquiriu na partida.

A estética retrô não sai de moda

Para tornar a ambientação ainda mais interessante, o jogo roda totalmente em gráficos pixelados, remetendo aos mais diversos RPGs da era SNES. Os personagens tem retratos bastante detalhados durante os diálogos, dando mais vida aos mesmos. No entanto, os cenários seguem com essa estética antiga que casa totalmente com a proposta do jogo.

Loop Hero

A trilha sonora também não fica para trás, apresentando diversas faixas que geram esse sentimento de calabouço e escuridão, com claras inspirações nos jogos antigos. Vale ressaltar que os diálogos ocorrem todos por meio de textos e para a felicidade dos fãs brasileiros, tanto os menus quanto as conversas estão todos localizados em português do Brasil.

Prepare-se para imergir em Loop Hero

O jogo conta com diversas ideias incríveis e muito bem empregadas, tornando o pacote completo repleto de conteúdo e com certeza trará muita diversão aos fãs de RPG. A jogabilidade tem muitos traços de Roguelike, com a progressão sendo realizada aos poucos e de maneira repetitiva, no entanto, pode não agradar a alguns jogadores que busquem uma aventura mais linear.

Mas no final das contas, a nostalgia deve bater forte nos fãs de RPGs com estética retrô e com certeza os mesmos não se arrependerão, visto que tanto a narrativa quanto a variedade de objetivos devem segurar os jogadores por horas a fio, custando um preço razoável de R$34,99 na Steam.

Loop Hero

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Loop Hero

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8.5
Diversão - 9
Áudio e trilha-sonora - 8

8.4

Ótimo

Loop Hero proporciona uma aventura bastante inovadora misturando diferentes gêneros de jogos de maneira coesa e divertida, e repleta de conteúdo!

User Rating: Be the first one !

Nicolas Togashi

Graduado em desenvolvimento de jogos e aficionado por essa mídia, perde mais tempo jogando do que efetivamente utilizando a graduação para alguma coisa. Ama RPGs, e se esforça para ser um bom aliado nos jogos online.
Botão Voltar ao topo