Preview – Siege Survival: Gloria Victis

Um jogo de estratégia e gerenciamento de recursosdiferente da maioria.

Em desenvolvimento pelas produtoras Black Eye Games, FishTankStudio, Siege Survival: Gloria Victis é um jogo que mistura estratégia de sobrevivência com gerenciamento de recursos. Em uma cidade sitiada, você precisa coletar recursos e construir equipamentos para sobreviver, tanto com os seus aldeões, quanto os soldados que resistirão aos ataques com a sua ajuda. O game possui tradução para PT-BR, com previsão de lançamento para PC nesse segundo semestre de 2021.

Uma história única e envolvente

Siege Survival: Gloria Victis possui tradução para PT-BR, o que ajuda bastante no envolvimento com os personagens e na história. Esta se passa no Reino da Terra Média e começa com o cerco da sua cidade pelos guerreiros selvagens de Kargald, não encontrei referência ao local ou nome da cidade, mas com uma rápida busca, não achei um local chamado Kargald, então conclui que a ideia é termos reinos fictícios, o que é bom, pois dá a liberdade para os desenvolvedores sem correr o risco de não ser fiel ao original.

Já de cara vemos um pequeno vídeo mostrando o início da invasão e continuamos a história através de textos e imagens, também podemos fazer escolhas que influenciam o nosso começo. Achei a proposta bem interessante, mas um pouco limitada, porém, se tratando de um jogo ainda em desenvolvimento, talvez sejam acrescentadas mais opções no futuro.

Após isso, começamos o jogo com Flint e podemos ver em sua ficha um pequeno background e sua função. Isso influencia em suas habilidades que, no caso, ele é capaz de trabalhar mais rápido que outros personagens. Com o desenrolar da história, descobrimos que não temos apenas que explorar para sobreviver, mas sim para ajudar o castelo a se manter contra os ataques. Para isso precisamos coletar recursos, consertar armas e armaduras, enviar comida, água, pedra e outros recursos que ajudam na moral e no estado dos soldados.

Isso traz uma mecânica muito envolvente, sendo realmente difícil decidir entre alimentar os trabalhadores ou a guarda.

A cidade medieval dos filmes e livros

Como o tema do jogo tem um ar bem sério, os desenvolvedores, visivelmente, tentaram reproduzir o ambiente da época e o peso do momento no cenário, acertando em cheio. Embora eu não possa confirmar historicamente a precisão, achei a ambientação MUITO bonita, tanto no cenário quanto na reprodução das roupas e armaduras. Visualmente achei o jogo bem agradável e não me cansei do que via em momento algum, mesmo na necessidade de explorar os mesmos lugares repetidamente, dada a limitação do inventário.

Mas não falarei só de flores, infelizmente as animações ainda estão muito duras e bugadas. Enquanto trabalhava, por muitas vezes, os personagens ficaram parados que nem estátuas e, por algumas vezes, achei a animação “fora de lugar”, não dando uma interpretação bacana do que está sendo feito. O combate então nem se fala. De longe é a pior parte do game, não só nas animações em si, mas como no bug de “entrar” no inimigo.

Mas vale reforçar que o game ainda está sendo desenvolvido, o que significa que muito ainda pode ser corrigido e adicionado com o tempo.

A música certa na hora certa

O jogo possui músicas muito boas que se encaixam perfeitamente ao ambiente, seja no modo construção ou no modo exploração, você sente a tensão do momento na música, em especial na exploração, que fez com que eu ficasse tenso e com medo de encontrar um zumbi na próxima esquina – não, o jogo não possui zumbis, mas fica uma dica para uma DLC futura.

Os efeitos sonoros no modo exploração, em contrapartida, achei bastante fraco e mal utilizado. Os seus passos pelas ruas chegam a ser irritantes e não variam em nada além do seu ritmo ao andar ou correr, o mesmo problema se aplica ao combate. Embora não seja o foco do jogo, ele está lá, e pode ser um artifício extra para você conseguir armas para ajudar nos ataques. Logo, acredito (e espero) ver isso mais trabalhado junto com suas animações com o tempo, pois esse game merece.

Siege Survival: Gloria Victi, eu quero mais!

Siege Survival: Gloria Victis é um game muito bem bolado e bonito, precisando de uns refinamentos, mas que tem um bom fator replay, além da possibilidade de ser expandido com DLC’s, assim como sua fonte inspiradora This War of Mine. Embora a inspiração seja clara, o jogo possui características próprias que tornam a experiência totalmente nova e agradável, dificultando mais ainda a administração dos seus recursos. Será que vale a pena investir mais no bem estar dos seus camponeses? Será que o próximo combate pode dizimar as tropas e, talvez, seja melhor investir nos soldados? Essas perguntas se tornam cada vez mais difíceis ao longo dos dias e é justamente nelas que o game aposta seu entretenimento.

Eu, particularmente, estou ansioso para o produto final e ver o que o futuro pode reservar.

Botão Voltar ao topo