Análise: Knockout City – Que ganhe o melhor blefe

Essa queimada aqui é oto patamar...

Os jogos de arena perderam espaço com o passar dos anos e agora vemos alguns jogos tentando trazer isso de volta. Rocket Arena (Veja aqui nossa análise) foi uma boa tentativa que, em minha opinião, não foi tão bem devido a escolha de negócio (pago ao invés de grátis com passe de batalha e cosméticos). Agora temos Knockout City, um jogo de queimada super bem humorado e com comandos desafiadores, com muito espaço para masterizar. Vamos a nossa análise de Knockout City!

Este artigo foi possível graças a uma chave cedida pela distribuidora do jogo, a qual agradecemos a parceria e confiança. Knockout City está disponível para PC, Playstation 4 e 5, Xbox One e Series e Nintendo Switch.

O que é Knockout City?

Desenvolvido pela Velan Studios e distribuído pela Eletronic Arts (EA), Knockout City é um jogo arcade de arena, no qual você pode usar diferentes poderes e habilidades para derrubar seus inimigos. Pense numa queimada moderna, onde você deverá pegar bolas espalhadas pelo mapa e se virar para acertá-las no outro time.

Além de bolas normais, teremos aqui ainda algumas com habilidade especiais. Por exemplo, algumas delas têm permite que você rastreie o inimigo, enquanto outra libera uma grande explosão ao entrar em contato com outro jogador e, claro, também temos uma bola que se divide em 3, dando a você mais oportunidades de nocautear seu oponente, e por aí vai. Uma das minhas preferidas é a sniper, onde além de ser uma bola muito rápida, ela ainda pode ser desferida mesmo em uma longa distância.

Temos alguns modos de jogo, mas, basicamente e durante o período de análise de Knockout City, todos os modos acabam focando somente em acertar duas vezes o inimigo para nocauteá-lo e somar pontos para sua equipe.

Importante dizer que, até o momento dessa nossa análise de Knockout City, o jogo só possui partidas online e que está com menus e legendas localizadas para o nosso português.

Modos de jogo e Customização

Knockout City tem três modos de jogo: Team KO, Diamond Dash e Ball-Up. Infelizmente, não há muita variedade entre cada um deles, sendo o Team KO 3v3 o modo principal para os jogadores até o momento. Vamos diferenciá-los:

  • Team KO: Um mata-mata. São três rodadas no total, cada uma com duração de cinco minutos, e a primeira equipe a chegar a 10 pontos vence a rodada.
  • Diamond Dash: é o mesmo do Team KO, com a exceção de que você deve coletar alguns diamantes que os oponentes deixam cair quando você os abate. Lembra um pouco a Baixa Confirmada de COD.
  • Ball-Up: Nesse modo você deve lançar outros jogadores como bola (falaremos disso logo mais). Não existem bolas espalhadas pelo mapa.
  • KO Chaos: O famoso cada um por si, com 4 jogadores.

Knockout City não é poupado de microtransações, mas a boa notícia é que todos esses itens são cosméticos. Da mesma forma, é possível desbloqueá-los jogando graças a um Passe de Batalha que oferece recompensas diferentes para cada categoria que você completar.

Surpreendentemente, Knockout City oferece uma personalização bastante densa, na qual você pode alterar quase tudo sobre o seu avatar. Isso varia de cabelo, maquiagem, roupas, acessórios, poses de vitória, poses de derrota, seu glider e até mesmo a animação de quando você usa especial e de quando um inimigo morre. Isso é muito interessante e de fato me senti instigado a ganhar mais pontos e conseguir mais coisas para me diferenciar dos outros jogadores. A customização de fato deixou o jogo mais divertido. Se quiser um comparativo, eu diria que temos algo parecido com Rocket League, nesse ponto.

Um jogo frenético onde o melhor blefe ganha

Os comandos de Knockout City são simples, porém podem ser aprofundados até você se tornar uma máquina de guerra na queimada. Além dos movimentos padrões, aqui podemos pular rolando pra frente e para trás, desviar para as laterais e dar uma ombrada nos adversários. Porém, cara movimento desses muda seu arremesso caso você o faça enquanto esta no meio da animação. A ombrada serve para desarmar inimigos e até mesmo se livrar de duas ou mais bolas vindo em sua direção.

Além disso, temos um botão de arremesso e para agarrar a bola. Você deve segurar o botão de arremesso para atirar mais forte (tipo o Mega-man) e apertar o botão para agarrar a bola no momento que ela estiver para te encostar – caso contrário você perderá o tempo e tomará o dano. Há ainda a possibilidade de se transformar em uma bola para um amigo te arremessar, se ele segurar o botão você se transformará numa bomba vinda de cima com o poder de derrubar seus inimigos em uma unica explosão.

Ou seja, não é raro ver dois jogadores de times opostos se encarando esperando para ver o que o outro vai fazer para tomar sua ação, um verdadeiro duelo que, muitas vezes, se assemelha a um jogo de luta – e eu acho que aí que o jogo me conquistou.

Para apimentar tudo isso, temos ainda um botão que FINGE uma animação de arremesso. Isso mesmo! O Fake do fake para seu inimigo tentar agarrar e você pegar essa janela de tempo para acertá-lo. Que momento…

Diversão simples e profundidade digna de um jogo competitivo

Dito tudo isso, o que podemos dizer é que Knockout City surpreendeu e está na minha lista de multiplayers mais divertidos e inovadores em um tempo considerável. O jogo lançou grátis para se testado e eu aconselho que você faça isso. Gostaria muito que a estratégia tivesse sido diferente e ele saísse grátis com o passe de batalha pago. Com isso o jogo com certeza ficaria vivo por muito mais tempo e seu cross-play seria essencial para sua longevidade.

O jogo precisa de algumas partidas para ser aprendido mas eu garanto que em pouco tempo você estará fazendo jogadas maneiras e salvando seus amigos no último segundo. O que trás uma satisfação digna de um jogo competitivo e profundo, com espaço para ser masterizado e subir nos rankings de maneira gradual.

No momento dessa análise de Knockout City o teste grátis foi estendido e com isso valores e seu conteúdo podem ser diferentes do que foi lido aqui. Porém, com suporte da empresa e atualização e inovação constante, o jogo pode se tornar algo que realmente será lembrado e referenciado no futuro.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Knockout City surpreende!

Visual, ambientação e gráficos - 7.5
Jogabilidade - 9
Diversão - 9
Áudio e trilha-sonora - 8.5

8.5

Ótimo!

Knockout City surpreendeu e está na minha lista de multiplayers mais divertidos e inovadores em um tempo considerável. O jogo precisa de algumas partidas para ser aprendido mas eu garanto que em pouco tempo você estará fazendo jogadas maneiras e salvando seus amigos no último segundo. O que trás uma satisfação digna de um jogo competitivo e profundo, com espaço para ser masterizado e subir nos rankings de maneira gradual.

User Rating: Be the first one !

Bruno Degering

Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.
Botão Voltar ao topo