Análise: Mario Golf: Super Rush

Prepare-se para jogar partidas de golfe bastante agitadas!

Desenvolvido pela Camelot em parceria com a Nintendo, Mario Golf: Super Rush é a sexta iteração da série que acompanha o famoso bigodudo e seus amigos em aventuras um tanto mais tranquilas. Vale ressaltar que a desenvolvedora é responsável pela franquia derivada de Super Mario desde sua origem, em 1999, e vem lançando novos capítulos nos mais diversos consoles da Nintendo desde então.

Dessa vez a aposta dos produtores, além de gráficos em alta definição, está na adição de novos modos que pretendem agitar as partidas. Ainda, o jogo foi lançado com 16 diferentes personagens jogáveis, e contará com ainda mais conteúdo gratuito sendo disponibilizado ao longo do tempo. Isso segue o modelo de negócio visto em Mario Tennis: Aces e que parece trazer bons frutos, considerando o investimento da Nintendo neste formato.

A análise de Mario Golf: Super Rush foi realizada no Nintendo Switch graças ao código cedido pela Nintendo, a qual agradecemos a parceria e confiança. O jogo está disponível exclusivamente para Nintendo Switch.

O que é Mario Golf: Super Rush?

O jogo promete trazer a experiência de golfe, um dos mais pacatos esportes que existem ao universo da franquia Mario, conhecida por possuir elementos totalmente fantasiosos e que não precisam de explicação para fazer sentido. E Mario Golf: Super Rush não deixa a desejar nesse quesito. O jogo é composto por quatro modos principais, sendo três deles focados em partidas rápidas e um modo aventura.

Análise Mario Golf Super Rush

O modo aventura é o mais recomendado para se jogar sozinho. Com ele, são introduzidas as mecânicas progressivamente, ensinando os jogadores sobre os vários elementos que podem e serão usados nas partidas. O modo também apresenta os tipos de taco, as diferenças nos atributos e provém uma ótima apresentação tanto do jogo quanto do esporte aos iniciantes.

Já os outros três modos incluem: Golfe normal, no qual os jogadores devem acertar as bolas nos buracos com o menor número de tacadas; Speed Golf, que adiciona a necessidade de locomoção a cada tacada, fazendo com que os jogadores utilizem habilidades e busquem acertar os buracos com o menor número de tacadas e de tempo; E por fim o Battle Golf, que expande a experiência do já caótico Speed Golf ao colocar os jogadores em uma arena com obstáculos, itens e objetivos ainda mais próximos.

Análise Mario Golf Super Rush

Precisão e treino

Apesar de introduzirem diversas mecânicas totalmente malucas, o jogo se mantém firme em diversos elementos de golfe. Diversas variantes podem interferir nas jogadas de cada pessoa, e por conta disso, é necessário entender algumas regras do esporte e também como as mesmas são representadas no game. Infelizmente, os modos de jogo rápido não ensinam muito sobre a jogabilidade e as nuances do game. Por conta disso, é muito importante que os jogadores iniciem pelo modo Aventura antes de partirem para as partidas rápidas.

Por meio dele são apresentadas as regras de pontuação do esporte, assim como os diferentes tipos de taco, variação de vento, tipos de terreno e de nivelamento dos campos. Além disso, o jogo conta com a possibilidade de alterar um pouco o percurso da bola no ar, ao realizar movimentos diferentes na hora de realizar a tacada. Vale ressaltar que tudo isso se refere apenas ao esporte, sem contar as novidades agregadas para dar um toque “Mario” ao jogo.

Ao aprender a utilizar cada uma dessas mecânicas, a experiência do jogador se torna muito mais polida. As partidas de Mario Golf: Super Rush ficam mais interessantes e é muito mais divertido realizar uma análise sobre seus movimentos antes de cada tacada. E não podemos esquecer de citar as adições mais fantasiosas que foram muito bem-vindas ao game. Os jogadores contam com uma barra de especial que enche conforme acerta os buracos e coleta moedas. Ao completá-la, é possível realizar uma tacada exclusiva de cada personagem que conta com efeitos diferentes. Ainda nos modos onde é necessário se locomover, os jogadores podem utilizar corridas especiais que contam com animações diferentes e dão um charme às partidas.

Também, vale adicionar que o jogo permite a utilização de comandos tanto de movimento quanto o padrão de botões do controle. No entanto, considerando a imprecisão dos sensores, as ações se tornam muito menos precisas e exigem um esforço maior do jogador. Por exemplo, para correr no Speed Golf, é necessário sacudir o controle para correr com o personagem. Isso torna a jogabilidade mais dinâmica, mas compromete e muito a exatidão nos comandos, indo de encontro com um dos principais pontos fortes do game.

Detalhando os modos

Como dito anteriormente, o jogo é composto por quatro modos principais, e cada um possui algumas peculiaridades que merecem ser descritas com mais detalhes neste parágrafo.

  • Modo Aventura: Este modo, além de apresentar cada uma das mecânicas do game, ainda insere uma narrativa que conta com batalhas de chefe, progressão de personagem e até customização do mesmo, com diferentes roupas ao redor da campanha. Um grande porém para mim foi a narrativa ter progredido bastante nos últimos atos, encerrando de maneira decepcionante.
  • Standard Golf: Servindo como a maneira mais comum de golfe que você vai encontrar no game, o modo Standard inclui algumas das mecânicas de tiro e elementos do cenário que o localizam no universo Mario, mas não extrapolam tanto a experiência do esporte. Este é o único modo do jogo que permite até quatro jogadores em um só console. O restante dos modos possui uma limite de um ou dois jogadores.
  • Speed Golf: Este é um dos principais modos do game, que inclusive recebeu muito destaque nos trailers do jogo. Nele, os jogadores devem realizar as tacadas padrão do esporte, mas é necessário que os jogadores se desloquem até as bolas para realizar as próximas tacadas, desviando de obstáculos nos cenários e utilizando de poderes para chegar mais rapidamente a seus objetivos. Ainda, todos os jogadores devem agir simultaneamente, de maneira que quem acertar o buraco com o menor número de tacadas e de tempo, receberá mais pontos.
  • Battle Golf: O modo mais caótico do game, e também o que mais me cativou. Nele, diversos buracos estão dispersos em uma arena pequena, que conta com itens que podem ser utilizados para atrapalhar seus inimigos, assim como outros obstáculos que farão os jogadores penar para acertar suas tacadas. O primeiro jogador a acertar três buracos vence.
Análise Mario Golf Super Rush

Campos nada tradicionais

Além de colocar os mais improváveis personagens para competir em torneios de golfe, Super Rush possui seis diferentes cenários que englobam ambientações comuns do reino do cogumelo. Os jogadores podem competir em campos com tornados, desertos, florestas e até em fortalezas cheias de lava. A ambientação dos primeiros cenários liberados no game não condizem muito com o universo da franquia, mas os últimos três devem animar muito os jogadores que busquem localidades mais diversas.

Um ponto negativo é que, apesar de contar com cenários bastante distintos, não é muito grande a variedade de ambientes presentes no game. Nos modos tradicionais são ao todo seis diferentes níveis. Já no modo Battle Golf, o número se reduz a duas variantes. Por conta disso é fácil ficar saturado da experiência e deixar o game de lado. Mas para remediar este quesito, já foi anunciado pela Nintendo que o jogo será expandido ao longo do tempo, tanto com a adição de personagens quanto de estágios.

Os cenários do game são bonitos e cheios de vida, condizendo com a temática Super Mario que o jogo propõe. Em conjunto a isso, as animações dos personagens dão um charme ainda maior ao game e traduzem suas personalidades nesse contexto. A trilha sonora é bastante divertida e possui essa temática mais esportiva que jogos do gênero costumam apresentar.

Minha Análise de Mario Golf: Super Rush

Em minha análise, Mario Golf: Super Rush apresenta novidades à franquia derivada, como a adição de diversos personagens e novos modos que tornam a experiência muito mais emocionante. Os modos são diversos o bastante para serem interessantes, mas a falta de cenários causa um certo incômodo por tornar o game mais enjoativo. Mas considerando que DLCs gratuitas estão a caminho e os fãs podem esperar novos personagens e cenários, o jogo se torna mais atrativo.

O problema é que no estado atual do game, não existe tanta substância que chame a atenção de jogadores menos aficionados por golfe e por Super Mario. Apesar disso, as mecânicas do jogo são bastante divertidas e acessíveis e tornam a jogabilidade fácil de aprender, mas difícil de se dominar. Fica evidente que a Camelot investiu bastante trabalho no game para torná-lo ainda mais original e acredito que com o passar dos meses o mesmo se tornará um produto ainda mais completo.

Análise Mario Golf Super Rush

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Mario Golf: Super Rush

Visual, ambientação e gráficos - 7.5
Jogabilidade - 9
Diversão - 8
Áudio e trilha-sonora - 8
Conteúdo - 6.5

7.8

Bom

Mario Golf: Super Rush é o sexto game da série e a Camelot conseguiu entregar um jogo com mecânicas inovadoras e muita diversão! O único e principal porém é a falta de níveis, que torna a experiência um pouco enjoativa.

User Rating: Be the first one !

Nicolas Togashi

Graduado em desenvolvimento de jogos e aficionado por essa mídia, perde mais tempo jogando do que efetivamente utilizando a graduação para alguma coisa. Ama RPGs, e se esforça para ser um bom aliado nos jogos online.
Botão Voltar ao topo