Preview: New World closed beta mostra potencial, mas também problemas

A primeira grande incursão da Amazon na indústria de videogames, o MMORPG New World, começou seu beta fechado no dia 20 de julho. Os fãs há muito tempo esperavam para jogar o game, que atrasou duas vezes devido aos problemas de desenvolvimento. Assim que o Beta abriu, muitos correram para jogar ou assistir no Twitch desde o primeiro minuto. O jogo atingiu 700 mil espectadores na roxinha durante seus primeiros dias de beta fechado. No entanto, além do hype e dos números, o beta mostrou que o jogo tem muito a melhorar antes de competir contra os grandes títulos do gênero como World of Warcraft. Portanto, trouxemos aqui os prós e contras do beta fechado do New World nesta análise para que você possa decidir por si mesmo se deve ou não comprar o jogo. Você pode optar por assistir o vídeo a seguir ou ler a matéria mais abaixo.

Problemas de lançamento do New World Beta Fechado

O Beta Fechado do New World começou no dia 20 de julho por volta de meio dia e meio, e seus servidores não sustentaram o número de jogadores que correram para experimentar o jogo. Não demorou para muitas pessoas spammarem as mídias sociais do jogo reclamando de muitas instabilidade dos servidores e filas de espera muito longas, chegando a bater doze horas nos dois primeiros dias. A Europa e os EUA tiveram sorte e ganharam novos servidores rapidinho, enquanto outros locais como a América Latina, tiveram que esperar um ou dois dias.

Embora algumas pessoas digam que é esperado enfrentar esses problemas nos primeiros dias de um MMORPG, acho que é certamente uma crítica válida. Isso porque apenas as pessoas que compraram antecipadamente o jogo tiveram acesso garantido ao beta fechado. Portanto, se os desenvolvedores (e a Amazon, em última instância) tiveram acesso ao número total de jogadores, eles deveriam ter um plano de backup para agilizar a correção de problemas de superpopulação.

Visuais e ambientação de New World

Enquanto a maioria dos RPGs tende a usar o cenário da Europa medieval, New World optou pela estética dos “mosqueteiros” do século 17 misturada com a da Era das Expansões Marítimas. Não à toa o jogo é chamado de New World, Novo Mundo.

O jogo acertou nesse aspecto. Seu mundo consiste de mapas enormes cheios de ambientes ricos, todos lindamente projetados com um frescor no ar. Personagens e equipamentos também são bem desenhados para se adequar à estética escolhida, e tudo isso contribui para a originalidade do jogo. Mesmo a falta do minimapa é justificada pela narrativa já que você tem uma bússola no topo da tela para ajudá-lo, bem na pegada da época. Tudo isso se agrega, para que você não sinta que está jogando o mesmo MMORPG de sempre, algo que acontece com frequência quando novos títulos do gênero são lançados.

Veja Mais

Por outro lado, o cenário do jogo carece de variação. Embora os ambientes sejam bonitos e ricos, eles parecem quase iguais mesmo mudando de área. Além disso, temos muito poucas variações de inimigos, especialmente os animais e perigos naturais. E acredite em mim, você vai enfrentá-los com frequência devido ao design das missões secundárias – falarei sobre isso logo mais. Portanto, com poucos animais selvagens e inimigos, e a sensação de que as áreas são muito semelhantes, o jogo parece repetitivo.

Outra coisa sobre os visuais é que eu senti que o jogo não está tão otimizado. Os mapas e gráficos ambiciosos são, sem dúvida, lindos de se ver. Eles realmente funcionam em computadores medianos pra baixo, mas não tão bem quanto os requisitos mínimos / recomendados oficiais sugerem. Enfrentei muitas quedas drásticas de FPS sempre que havia mais de 8 personagens na tela. Portanto, se a sua máquina for algo perto das configurações recomendadas, sugiro que você jogue nas configurações Média (ou Baixa).

Design geral do beta de New World

Personagens e Combate

A primeira diferença significativa em New World é seu sistema de criação de personagens que não é preso a classes. O jogo te oferece a oportunidade de combinar os pontos de habilidade do personagem e os das armas com muita liberdade. Portanto, você pode usar armas brancas, arcos, armaduras, mosquetes, bastão de magias e armas de fogo. O que vai decidir se seu personagem é bom em qualquer um dessas armas são seus pontos de habilidade e o quão proficiente você é com cada arma. E sim, existe uma maneira de redefinir seus pontos de habilidade e você pode se adaptar conforme o jogo evolui.

Liberdade é a palavra-chave aqui

O combate voltado para a ação também foi uma boa decisão de desenvolvimento. Isso adicionou outra camada de originalidade ao gênero. No entanto, tenho que admitir que o combate no New World é superficial demais. As habilidade das armas têm muito pouca distinção entre elas, a maioria das habilidades são meras adições de porcentagem ao ataque ou à defesa. O mesmo se aplica ao sistema de atributos do personagem, tudo é muito simplista e força todo o resto do jogo ao mesmo padrão superficial. Isso afeta o combate diretamente, pois você não terá muito espaço para diferentes abordagens e estratégias, as famosas builds.

Ao enfrentar os inimigos diretamente, também há problemas com as animações dos personagens que são lentas demaaaaais. Exceto por algumas armas específicas, você provavelmente não atingirá primeiro um inimigo que já te avistou, principalmente porque furtividade ainda é um mistério para mim e muitos jogadores. Adicionando a isso, eu senti que a interface de combate não é consistente sobre que tipo de ataques podem ser bloqueados ou não. Na verdade, bloquear não é nada bom, pelo contrário. Você perde stamina muito rápido e se sua guarda for quebrada – quando a stamina chega a 0, você fica totalemente rendido, sem poder bloquear, correr, ou esquivar-se. O combate à distância é, portanto, overpower no estado atual do jogo, tornando quase impossível reagir se um inimigo à distância te atingir primeiro. Nesse caso, a melhor estratégia é fugir.

Esses são apenas alguns exemplos para ilustrar que o sistema geral de combate precisa de equilíbrio, muito equilíbrio.

Criação, sobrevivência e missões de New World

O sistema de criação de itens é simples, mas eficiente. Você nivela cada habilidade de artesanato executando cada uma repetida vezes em vez de gastar as mesmas habilidades que você usa na progressão do personagem. Portanto, esteja preparado ou preparada para gastar muito tempo criando coisas aleatórias apenas para aumentar o nível de cada um dos tipos de crafting: Armadura, Arcana, Culinária, Engenharia, Mobiliário, Joalheria e Armas.

Para evoluir no o sistema de criação, você também precisará elevar o nível de suas habilidades de coleta também porque você precisa de materiais da natureza para criar todos esses itens. Portanto, às vezes você vai se aventurar apenas com o objetivo de coletar o máximo de material possível, no melhor estilo dos jogos de sobrevivência. Felizmente você pode obter ferramentas melhores que agilizam o trabalho de conseguir materiais.

Grind e mais grind?

Muitos jogadores reclamaram de grindar nesses dois aspectos do jogo. No entanto, uma vez que ambos são quase simbióticos, pelo menos você tem um propósito para nivelar todas essas habilidades. Além disso, conforme sua habilidade de coleta aumenta, você também ganha a habilidade de detectar materiais valiosos ao seu redor. Conforme sua habilidade de criação de itens aumenta, você obtém acesso a novas receitas e à possibilidade de adicionar coisas extras aos itens. Eu gostei de ambos os sistemas; poder treinar o que você quiser é fantástico. E se você não quiser também, tá de boa, arranja dinheiro e compre de outros jogadores. Outro bom detalhe é que muitas missões exigem que você simplesmente colete materiais, com isso você pode aproveitar para subir as habilidades de coleta junto com a progressão do personagem.

Análise New World beta fechado closed beta side-quests

Porééém, por mais que pareça uma coisa boa misturar a evolução dos dois sistema, é bom salientar que as side-quests de New World é um dos aspectos mais repetitivos do jogo. Quase todas as missões secundárias são:

  1. Missões de coletar material
  2. Elimine o inimigo X dezenas de vezes
  3. Mate um chefe específico em um determinado lugar

Para piorar, o jogo ainda não possui nenhum tipo de veículo, então prepare-se para caminhar por muito, mas muuuuito tempo, para chegar a cada destino.

Economia, zonas e mapas

Você pode se teletransportar para algumas áreas que já visitou, e isso economiza tempo. Mas para fazer isso, você precisa gastar uma das moedas do jogo, o que nos leva a um aspecto muito controverso do New World, sua economia. Lembre-se de que estamos falando de um jogo produzido pela Amazon, então a economia do game é basicamente o capitalismo no seu melhor (ou devo dizer o pior?). Essencialmente, tudo o que você faz, você tem que gastar ouro. Você criou um item? Pague. Você usou a casa de leilões? Pague. Você derreteu alguns minérios? Pague. Você quer se teletransportar para outra área? Pague uma moeda específica que é ainda mais difícil de adquirir do que as peças de ouro do jogo. Tem imposto em todos os lugares e em todas as atividades.

Existem algumas maneiras de amenizar essa barreira financeira. Você pode subir de nível em cada região. É um sistema particular dentro do New World, onde você ganha alguns bônus em cada área ao completar algumas conquistas. Um dos bônus possíveis é diminuir os impostos da zona; outros são ganhos de XP aumentados, velocidade de coleta diminuída, etc. Outra maneira de enfrentar os impostos abusivos é ajudando sua Facção a obter o controle do território.

É aqui que o New World realmente brilha

Um incrível sistema de controle de zona e seu sistema de facções. O jogo é baseado em territórios disputados por três facções, o Syndicate, os Marauders e o Covenant. Cada um com uma razão e um histórico específicos para se juntar à batalha, nenhum com propósitos unicamente bons ou maus, a escolha é difícil se você considerar apenas a narrativa do jogo. No entanto, a opção é mais fácil se você quiser jogar em um “modo fácil”. O Syndicate tem toda pegada de vilões, então a maioria dos jogadores da América Latina tem se juntado a eles, tornando essa facção maior e mais fácil de jogar do que as outras duas.

Com isso, cada facção que controla um assentamento em um território decide quase todos os aspectos de sua economia. Por exemplo, impostos aplicados ao uso da casa de leilões e uso das estações de criação de itens da cidade. Ou seja, basicamente o quanto você precisa pagar para viver em New World. A facção responsável também decide em quais projetos de cidade serão trabalhados. Esses projetos controlam qual nível das estações de crafting a cidade vai ter, quais defesas a cidade vai colocar em prática etc.

Por fim, uma facção pode declarar guerra e disputar o controle de outra facção sobre um território. E esta é a cereja do bolo do New World. A batalha consiste em um 50 vs 50 e é vencida ao capturar ou defender com sucesso o Forte do Território. A facção atacante deve romper os portões do forte e conquistá-lo, enquanto a facção defensora precisa evitar isso, claro. Várias coisas influenciam aqui, como armas de cerco, plataformas e geradores, todos para serem usados ​​para aumentar o nível da resistência da Facção defensora. É puro caos e muito, MUITO divertido de jogar.

Veredito

Não há muito o que mudar do Beta Fechado para o lançamento completo. Nesse estágio, os desenvolvedores trabalham apenas no balanceamento e na correção de bugs. Ou seja, o design fundamental do jogo está pronto como está. Não significa que o New World não mudará ao longo de seu ciclo de vida, muito pelo contrário. É comum ver MMORPGs atualizando sua mecânica de jogo para uma versão muito mais polida ao longo dos anos. E não estou dizendo que o New World é ruim só que às vezes, tenho a sensação de que o jogo é como uma mistura de ideias implementadas para satisfazer a mera vontade de um executivo sênior, em vez de somar para criar um design de jogo coeso e coerente.

New World mudou seu design geral e sua mecânica muitas vezes ao longo do desenvolvimento, e essa pode ser a raiz de alguns dos problemas citados neste vídeo. No entanto, há muito potencial aqui, especialmente para aqueles (como eu) que procuram algo diferente do que apenas correr atrás de loot em algum mundo medieval genérico. Apesar de adorar a liberdade e a possibilidade de subir de nível quase tudo, também senti que o charme se vai rapidamente à medida que as atividades se tornam repetitivas. Felizmente, o sistema de controle de zona, facções e o PvP nos presenteia com um molho extra e cativante.

New World custa R$ 75,49 na Steam

O preço é muito abaixo do que os competidores que ou custam o preço de um lançamento padrão ou cobram mensalidades bem salgadas. Além disso, o jogo vai ter idioma Português do Brasil. Durante o beta a opção pt-br estava bugada demais, porém a Amazon informou que tudo estará pronto para o lançamento oficial que ocorre no dia 31 de Agosto. Espero que esta análise / preview do beta fechado de New World possa te auxiliar a decidir se investe ou não no jogo.

Análise New World beta fechado closed beta combate

Ricardo Carvalho

Gosto muito de escrever, desenhar, de me frustrar com política, de filosofar no barzinho, assistir filmes e defender que games são arte! Me segue no twitter que eu sigo de volta, beleza? twitter.com/perfilricardoc Beijos e boas jogatinas!
Botão Voltar ao topo