Análise: Madden NFL 22 traz muito do que os fãs pediram

De um modo geral, jogos de esporte sofrem de um problema crônico: de um lado a necessidade de se atualizar haja vista as mudanças anuais no esporte e, por outro, a limitação do próprio esporte em si. Dessa forma, o que vemos ano a ano com a maioria das séries é a repetição de mais do mesmo. E esse é justamente um dos problemas que atormentam Madden NFL há muitos anos. Fãs acusaram a EA Sports de não agregar valor ao jogo para forçar usuários a jogarem o Ultimate Team, um modo de jogo que traz bilhões de dólares todo ano aos cofres da EA Games. Contudo, entre erros e acertos, é com felicidade que afirmo que Madden NFL 22 ouviu os fãs e acertou muito! Com isso, sem mais delongas, segue abaixo nossa análise de Madden NFL 22 para Playstation 4 (PS4).

Esta análise de Madden NFL 22 foi feita com a versão de PS4 do jogo, oferecida pela EA Games. Portanto, este artigo segue nossas diretrizes internas.

Franchise Mode em seu melhor

Justamente o modo mais abadonado pela EA Games voltou com tudo, após muita pressão dos fãs. Franchise Mode é o modo preferido dos jogadores de Madden NFL e foi ano a ano deixado de lado em prol do Ultimate Team. Neste modo de jogo, você controla um time inteiro e precisa tomar decisões gerenciais, táticas e estratégicas. E aqui em a primeira grande, e muito bem-vinda, mudança, seu novo sistema de gerenciamento.

Veja Mais

Ao contrário do passado, você vai poder comandar o técnico principal, o coordenador de ataque, o coordenador de defesa e o departamento de jogadores. E você pode confiar que esse novo sistema está bem completo e com uma árvore de habilidades, sim, exatamente como estamos acostumados nos RPGs.

Cumprir objetivos, desafios e outras missões do jogo rende Staff Points que podem ser distribuídos para melhorar sua performance. E a liberdade de builds é grande e tudo depende do seu estilo de jogo ou de como combinar com os jogadores que você tem à disposição. A similaridade com RPGs é grande, portanto, lembre-se, cada escolha é uma renúncia.

A adição de pequenas fatias de história através de cutscenes, como coletiva de imprensa por exemplo, deixa a coisa interessante, mas às vezes não fazem muito sentido ou são muito rasas. Os treinos também sofreram um ajuste interessante e, somados aos desafios semanais, são muito mais convidativos do que antigamente. Portanto, não precisa mais se preocupar em ficar repetindo certas doses tediosas de treinos rápidos.

Face of the Franchise

Assim como Franchise, o modo Face of the Franchise também melhorou, mas não tão profundamente. Neste modo em que você cria um jogador e deve levá-lo ao estrelado, temos em mãos uma história melhor desenvolvida. Dessa forma, pode contar com mais tomadas de decisões fora do campo e algumas não são fáceis. Além disso, agora o modo conta com a opção de jogar como um Linebacker. Contudo, outras mudanças foram apenas pontuais, o destaque fica para, assim como em Madden 21, a conexão com outros modos de jogo como The Yard.

Gameplay de Madden NFL 22

A principal adição às mecânicas de jogo de Madden NFL 22 é as classes. Dessa forma, o jogo consegue aprofundar a construção dos times e trazer dinamismo e variedade entre os times. Assim, a reclamação dos jogadores de que o foco era exagerado em algumas poucas posições de campo parece ter sido resolvido.

Por outro lado, muitos que já estão jogando Madden NFL 22 antes dessa análise ir ao ar estão reclamando do novo sistema de Stamina (fôlego). Muitos acusam que o sistema, que supostamente seria mais realista, está penalizando de forma exacerbada os jogadores em campo. Sendo assim, ao contrário do que a EA queria, o sistema está fugindo da realidade. Contudo, esse sendo o ponto mais sensível das mudanças (para pior), é de se esperar um pacote de atualização bem cedo.

De resto, é bem claro que o jogo se agarra ao seu gameplay já bem refinado com melhorias pontuais, principalmente para os principiantes ou casuais. Isso por que o jogo parece ter melhorado mundo nas respostas da interface geral. Ou seja, é mais evidente quando reagir a determinadas jogadas, a hora certa de apertar um botão específico e tudo parece mais natural do que ano passado.

Gráficos e Performance

Madden NFL 22 é, assim como seus antecessores, extremamente bem acabado no quesito visual e não vou negar nessa análise. Pelo contrário, é um dos pontos altos do game, principalmente dentro das partidas onde tudo parece bem realista e natural. Os detalhes dos uniformes e equipamentos pessoais (que não são poucos no Futebol Americano) são de uma riqueza única.

O cuidado com cada aspecto do campo e dos estádios, além da apresentação dos jogadores e de cada partida, são de encantar os olhos tornando toda a experiência bastante realista e imersiva. Seguindo na mesma linha de qualidade, os jogadores também não só tem faces bem fieis como contam também com corpos esculpidos a mão replicando cada característica pessoal dessas estrelas. Os técnicos não tanto, mas são facilmente reconhecíveis, pelo menos.

Os modos de história, como Face of the Franchise e Franchise, ficam devendo um pouco, haja vista que as cutscenes são perto demais e revelam alguns modelos mal acabados. Contudo, tá tudo certo já que o foco do jogo é nas partidas dentro dos gramados.

Madden 22 single player story face of the franchise

Porém, é válido notar que a versão de PS4 apresenta queda de performance com relativa frequência. Isso é muito mais evidente em momentos de câmera traseira, como field goal ou retorno. Soma-se a isso a interface extremamente pesada, é comum ver demora demais entre a transição de câmeras e menus. No passado isso já era evidente, mas agora que a geração passada está ficando para trás, parece pior.

Acessibilidade para os Noobs

Muitas pessoas não falam sobre isso, mas é tópico que acho que vale muito a pena trazer em consideração. Convenhamos, futebol americano não é um esporte fácil de entender e de jogar. Portanto, é comum ver gente sequer tentar experimentar o game. E é com brilho nos olhos que posso afirmar que Madden NFL 22 é como seus antecessores: um bom tutorial para o futebol americano como um todo.

A sessão Skills Trainer vai te pegar pela mão em como executar cada pequena coisa dentro do campo de futebol americano. E quando digo cada pequena coisa, é real. Por exemplo, os tutoriais iniciais explicam cada uma das posições dos jogadores em campo. A evolução é progressiva e ajuda muito até mesmo pessoas experientes no esporte.

Madden NFL 22 Ultimate Team

Monte seu time para jogar online, colecione cards, compre e negocie jogadores e gaste até mesmo dinheiro de verdade – e muito, se você der mole. Aqui a coisa é séria e polêmica. Com seus mecanismos de loot boxes e microtransações, os packs de cards do Ultimate Team dão o que falar. Estima-se que a EA Games ganhou mais de 1,5 bilhão de dólares só com o Ultimate Team (de todos seus títulos juntos) ao longo do último ano fiscal. Minhas críticas ficam em como a questão do dinheiro real é tratada: cheia de apelos. É muito difícil sair do zero e peitar os grandes sem um investimento inicial, seja de frustração ou de dinheiro real. O sistema funciona bem e, para quem gosta de mais desafios, é a melhor maneira de se testar contra outros jogadores ao redor do mundo.

Por outro lado, toda a ideia de ser um jogo acessível se repete no Ultimate Team. O modo de jogo te coloca para fazer desafios que vão escalando as dificuldades e dando maiores recompensas. Dessa maneira alguém novo, que acabou de chegar do jogo off-line, tem chances de lentamente galgar melhores jogadores e posições, além de aprender na prática como se tornar um player cada vez melhor.

O Retorno do Rei

Se uma frase pode resumir Madden NFL 22 é: EA Games, ouça seus usuários, eles sabem o que querem. A melhora significativa dos modos mais queridos dos jogadores deu um valor considerável ao game, coisa que não acontecia há anos. Tal falta de incremento no game gerou um dos maiores movimentos de boicote na internet quando Madden NFL 21 se tornou o jogo com menor nota no Metacritic.

Um ponto muito negativo ao game é a cobrança extra para fazer update entre versões de PS4/XOne e PS5/XSS-XSX especificamente porque as versões next-gen tem mecânicas exclusivas. Essas mecânicas tem impacto direto nos principais modos de jogo. Ainda assim, as melhorias diversas em praticamente todos os modos de jogo, tanto dentro, quanto fora de campo, certamente embalam bem a experiência. Entre erros e acertos, Maden NFL 22 é certamente o melhor título na franquia em anos e uma bela porta de entrada para novatos.

Melhor Madden em anos!

Visual, ambientação e gráficos - 9
Jogabilidade - 8
Imersão, balanceamento e sistemas - 7.5
Áudio e trilha-sonora - 9
Multiplayer - 8

8.3

Ótimo

Melhora significativa em praticamente todos os modos de jogo, Madden NFL 22 entrega aos fãs o que pediram há anos e ofusca problemas pontuais. O preço da edição com upgrade para next-gen é um problema já que muitas novidades são exclusivas.

User Rating: Be the first one !

Ricardo Carvalho

Gosto muito de escrever, desenhar, de me frustrar com política, de filosofar no barzinho, assistir filmes e defender que games são arte! Me segue no twitter que eu sigo de volta, beleza? twitter.com/perfilricardoc Beijos e boas jogatinas!
Botão Voltar ao topo