Análise: Tormented Souls é um survival horror clássico até demais

Tormented Souls é o mais novo jogo de survival horror inspirado em clássicos como Resident Evil e Silent Hill e você poderá ver nosso veredito nesta análise do game. Será que Tormented Souls irá te encantar com sua câmera fixa ou irá te deixar saudades das modernidades de hoje em dia?

A análise de Tormented Souls foi possível graças a um código cedido pela produtora. Tormented Souls estará disponível para PS5, PS4, Xbox Series X|S, Xbox One, Switch e PC no dia 27 de Agosto e não conta com legendas em PT-BR.

Acordando em uma banheira desconhecida com um tubo na boca!

Bem vindo ao terror de Tormented Souls

Em Tormented Souls nós estaremos na pele de Caroline Walker que recebe uma misteriosa carta em sua casa com a foto de duas crianças. Após receber essa foto, ela começa a ter pesadelos e resolve ir à cidade de Winterlake, de onde a carta veio, para investigar esse mistério.

Como nada são flores em Tormented Souls, Caroline é misteriosamente nocauteada dentro de um hospital e acorda nua em uma banheira e sem um olho! Com isso tudo acontecendo, ela não tem o que fazer se não ir a fundo nesse mistério.

A partir daí a história vai sendo montada como um survival horror clássico. Temos personagens que aparecem ao longo do jogo explicando o que está acontecendo e o mais importante, existem muitos documentos que mostram a história do lugar, assim como a explicação para os monstros.

A história é sim funcional, mas deixa a desejar nas motivações e na atuação em geral. Ou seja, Tormented Souls não te encantará tanto por seus mistérios, mas sim por seu gameplay.

Contemplem essa modelagem de PS3/Xbox 360

Visuais antiquados

Eu nunca esperei que Tormented Souls fosse um jogo de alta qualidade, mas o que encontrei fazendo essa análise foi minimamente curioso. Por mais que eu tenha jogado ele no PS5, eu não identifiquei nada da nova geração propriamente dita. Foram momentos de PS2, PS3 e PS4. Explicarei a seguir.

Logo de cara as CGs apresentadas são muito duras e estranhas. Eu acredito ter visto animações melhores em jogos do início dos anos 2000 como Final Fantasy X e XII. É tudo extremamente robótico e duro. Agora indo para os personagens, eles já lembram alguma coisa da época de PS3/Xbox 360. Mesmo assim, os personagens poderiam ter uma modelagem muito melhor como vimos em diversos jogos de 10 anos atrás.

E indo para a parte final, temos a ambientação como um hospital macabro. E devo dizer, está longe de ser ruim. Os ambientes são bem detalhados e conta com um sistema de pouca iluminação realçando o lado sombrio do jogo. Inclusive, existe um sistema de escuridão onde você não pode avançar caso esteja escuro e terá que acender um isqueiro. A tensão aumenta quando está procurando uma fonte de luz e tem um inimigo te perseguindo.

Nesta parte da ambientação, Tormented Souls acerta em cheio. Infelizmente ela não acerta no design dos inimigos que é muito simples e bobo. Embora eles funcionem como um inimigo, sua animação também é estranha e destoam muito do ambiente.

Gameplay clássico e funcional

Como falei no início da análise Tormented Souls ele é inspirado em jogos como Resident Evil e Silent Hill e bem, isso é seguido à risca.

Aqui temos mecânicas bem conhecidas como a solução de puzzles para avançar, investigar itens para abrir oportunidades, combinar itens, andar na forma de tanque e mais. Os fãs de Resident Evil devem reconhecer tudo o que acabei de falar, mas não se preocupe que a inspiração em Silent Hill também está presente. Será possível em diversos momentos transitar em realidades e as ações realizadas nesse mundo irão afetar o outro. Além de uma estética mais sinistra, ele servirá para soluções de puzzles.

Algo que também retorna do passado é a ausência de auto save. Você precisará pegar um rolo de fita para gravar em um gramofone. O interessante é que você irá deixar sua história para a posteridade dando um real sentido ao save.

No geral não temos nada de revolucionário no gameplay e suas inspirações são bem claras. Dito isto, Tormented Souls entrega uma jogabilidade bem competente que irá agradar, em especial, os fãs do estilo.

Subir ou descer?

Tormented Souls devia ser um pouco menos clássico

Eu sei que acabei de falar que o jogo possui inspirações clássicas e muitas das mecânicas que vimos nos mais de 20 anos de jogos no estilo survival horror estão presentes em Tormented Souls. Porém, isso é algo apenas com lados positivos?

Durante minha jogatina eu percebi detalhes de falta de polimento, melhorias que temos hoje e que não estão presentes no jogo e mais. Por exemplo, o mapa é completamente manual. Isso funcionava na década de 90, mas hoje ter que saber qual sala está, em qual parte do ambiente e andar é um tanto exagerado.

Não ter disponível de rápido acesso um botão se curar, para mudar de arma ou até para acessar o mapa é horrível. Cada nova ação você é obrigado a abrir o menu manualmente e deve navegar entres as abas para encontrar o item que deverá usar.

Outro detalhe que também não me agradou é que ao trocar de câmera, em uma cena de perseguição, fica dando uma espécie de stutter na tela complicando a parte de ação. Isso sem contar que os inimigos são ágeis e a troca de câmera junto com a mira lenta quase sempre causava uma frustração caso não estivesse em um corredor reto.

Escuridão é o bicho em Tormented Souls

Conclusão

Tormented Souls é um primeiro passo interessante para o que pode se tornar uma franquia algum dia. De um lado temos uma boa ambientação e mecânicas que dão certo e irão agradar os fãs do estilo survival horror. Por outro lado, existem diversas falhas e limitações desse jogo, em especial a parte gráfica que é inconsistente e a história que deixa a desejar.

Outro grande problema também acaba sendo algumas mecânicas super desatualizadas que acabam atrapalhando o backtracking necessário como o avanço do jogador.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Tormented Souls

Visual, ambientação e gráficos - 6.5
Jogabilidade - 6
Diversão - 6
Áudio e trilha-sonora - 7

6.4

Mediano

Tormented Souls é um primeiro passo interessante pra o que pode se tornar um franquia. De um lado temos uma boa ambientação e mecânicas que dão certo e irá agradar os fãs do estilo survival horror. Por outro lado, existem diversas falhas e limitações desse jogo, em especial a parte gráfica que é inconsistente e a história que deixa a desejar.

User Rating: 2.7 ( 2 votes)

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo