Análise: Yu-Gi-Oh Master Duel é o melhor simulador de card game da atualidade

A hora do duelo nunca foi tão imersiva como agora!

Nesta análise iremos falar sobre Yu-Gi-Oh Master Duel, o mais atual simulador de card game da consagrada franquia japonesa. Desde o seu anúncio, o jogo trouxe enormes expectativas aos fãs, pois se tratava finalmente de um simulador oficial do jogo de cartas, não dependendo de apelo por parte das animações japonesas para conseguir atrair o seu público. Quer saber mais sobre Master Duel? Se ele é diferente de Duel Links? Venha conferir tudo nessa análise.

Essa análise foi feita graças ao lançamento do jogo na maioria das plataformas disponíveis (menos mobile), onde utilizamos tanto Playstation 5 quanto PC para jogá-lo.

É hora do duelo!

É muito raro encontrar alguém que não conheça Yu-Gi-Oh! na atualidade, ainda mais depois do seu sucesso na TV Globinho e as vezes que Yu-Gi-Oh! GX foi ao ar na tv aberta. Além disso, é um dos jogos de cartas mais jogados do mundo, ficando em pé de guerra com Magic The Gathering e Pokémon. Entretanto, diferente dos seus opositores, o card game da Konami nunca tinha sido agraciado com um simulador de duelos que pudesse saciar seus jogadores, já que todos os que existiam tinham sido criados por fãs. O máximo que recebemos (sim, estou incluso nisso) com o tempo foi o lançamento de Yu-Gi-Oh! Duel Links que trouxe um novo formato de jogo chamado Speed Duel, onde o número de zonas e limite de cartas eram reduzidas para que as batalhas fossem mais rápidas. Junto disso, também adicionaram o sistema de skill que foi um divisor de águas entre os jogadores, pois em diversas batalhas quem garantia a vitória e o funcionamento deles eram justamente a skill.

Felizmente Yu-Gi-Oh Master Duel é como o próprio nome diz, ele traz como foco a famigerada “master rules”, que é a denominação das partidas tradicionais que todos nós conhecemos por meio das animações e jogos de console. O jogo chegou com um acervo enorme de cartas, o que proporciona uma experiência mais completa. Seria mentira se eu falasse que ele trouxe todas as cartas existentes no TCG/OCG, pois há algumas bem específicas que eu utilizo em um dos meus decks “da vida real” e simplesmente não encontrei. Contudo, essas que estão faltando são a minoria. Por outro lado, o jogo trouxe uma nova lista de banidas e limitadas, buscando equilibrar as diferenças das duas e trazer uma originalidade ao próprio simulador.

Como jogador experiente, não sei definir ainda, porém, acho uma decisão bastante ousada, pois alguns cartas que os fãs reclamavam de serem “apelões” foram banidos, enquanto outros que trouxeram dores de cabeça no passado agora estão completamente livres. Se isso foi uma boa ou má decisão, só o tempo dirá.

Montando o seu baralho

O maior medo dos fãs era, sem dúvidas, a construção de seu baralho. Quem jogou Yu-Gi-Oh! Duel Links sabe muito bem a forma que a Konami se mostrava mercenária, fazendo com que os jogadores tivessem que jogar inúmeros eventos ou elevar o nível dos personagens em busca de recompensas insatisfatórias de gemas e assim tentar a sorte numa caixa de pacotes em busca de suas cartas, uma vez que o número de gemas ganhas não correspondiam com a dificuldade em conseguir as cartas desejadas e, consequentemente, o jogo ser chamado de pay-to-win diversas vezes.

Felizmente em Yu-Gi-Oh Dual Master não temos esse problema. O jogo tem sim gemas, tem benefícios para quem investe dinheiro, contudo, é possível montar um deck bom e competitivo com as recompensas gratuitas. Por exemplo, em um dia de jogo fui capaz de fazer um deck consideravelmente competitivo e começar a montar outro realmente competitivo e que requer maiores recursos.

Falando em recursos, o jogo não conta apenas com a proposta de gastar gemas para comprar pacotinhos e arriscar a sorte. Ele também possibilita que os jogadores façam craft de cartas e “desmontem” cópias repetidas para ter materiais o suficiente para fazer novas. Realmente o jogo está acessível para que você possa montar seus decks, necessitando apenas de um pouco de dedicação e paciência. Ponto muito positivo para a Konami.

Modos de jogo

Desde o começo haviam revelado que o jogo teria grande foco no competitivo, consequentemente o modo ranqueado e de partidas casuais já eram previamente confirmadas. Elas realmente vieram, porém, além disso temos também o modo solo onde o jogador terá alguns tutoriais que traz recompensas e também histórias sobre alguns arquétipos específicos.

Apesar das histórias servirem como curiosidade para entender qual é o background de grupos específicos de cartas, também garantem recompensas valiosas como cartas, gemas, ícones e também mesmo decks básicos como é o caso do baralho dos Monarcas.

Todos os modos foram muito bem aceitos, afinal, nem sempre você está no pique de ficar duelando online. Por outro lado, se você curte enfrentar seus amigos ou quer se mostrar o rei dos duelos, poderá desbravar as opções de duelos competitivos e os lobbys.

análise Master Duel

Gráficos e trilha sonora

Desde o seu anúncio, Yu-Gi-Oh Duel Master chamou grande atenção devido ao seus gráficos que saem de uma pegada mais anime e futurista como os outros jogos e trouxe algo mais medieval fantasioso, como tapetes de duelo que remetem a estruturas antigas e místicas. Além disso, diversas animações durante os duelos, mostrando um cuidado que tiveram para deixar tudo mais dinâmico e visualmente bonito. Algo que a Konami está de parabéns é em trazer animações próprias para as principais cartas do jogo, mostrando maior pressão a partida quando elas chegam.

Falando agora em trilha sonora, fiquei surpreendido por não trazerem as músicas utilizadas nas animações, pois normalmente eles aproveitam os soundtracks. Yu-Gi-Oh Duel Master tem uma trilha sonora própria, onde as músicas vão sendo alteradas de acordo com o modo e a partida, trazendo uma melhor imersão ao confronto. O maior ponto alto é que elas não são enjoativas.

análise Master Duel

Conclusão da análise de Yu-Gi-Oh Master Duel

Para concluirmos essa análise, preciso dizer que Yu-Gi-Oh Master Duel é sim tudo aquilo que os fãs pediram em relação a um simulador de duelos. O jogo traz consigo os modos fundamentais para que os jogadores possam se divertir, trouxe um formato de banlist que seja capaz de abraçar os jogadores do TCG e OCG de forma unânime, tem ótimos efeitos especiais para deixar as partidas mais dinâmicas e, em comparação a outros jogos do tipo, consegue se destacar em na facilidade da construção dos decks.

Até o momento o jogo está disponível para Playstation 5, Playstation 4, Xbox One, Xbox Series, Nintendo Switch e PC com cross play. A versão para mobile também está prevista, mas até o momento nenhuma previsão de lançamento e isso trará uma legião maior de jogadores, uma vez que a plataforma está crescendo e poderá ocorrer dos jogadores de Yu-Gi-Oh! Duel Links migrarem ao novo jogo.

Para finalizar, se você é amante de card games ou Yu-Gi-Oh! em específico, esse é o jogo ideal para que você possa virar rei dos jogos.

análise Master Duel

Essa análise de Yu-Gi-Oh Master Duel segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Yu-Gi-Oh! Master Duel é o melhor simulador de card game da atualidade

Visual, ambientação e gráficos - 10
Jogabilidade - 10
Diversão - 10
Áudio e trilha-sonora - 10
Fator replay - 10

10

Perfeito

A Konami estudou seus rivais e trouxe para os fãs a sua melhor versão de um jogo de Yu-Gi-Oh!, onde os jogadores poderão curtir partidas competitivas com quase todo o acervo de cartas que existem e, além disso, apresenta grande facilidade na construção de decks competitivos.

User Rating: Be the first one !

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo