Análise: Shadow Tactics: Blades of Shogun – Aiko’s Choice, em time que está ganhando não se mexe?

As vezes sim, mas nem todos concordam.

Desenvolvido pela Mimimi Games e distribuido pela Daedalic Entertainment, chegou no dia 16 de dezembro de 2021, Shadow Tactics: Blades of Shogun – Aiko’s Choice, uma expansão stand-alone do game Shadow Tactics: Blades of Shogun e conta um pouco da história de um de suas personagens: Kunoichi Aiko. Será que o game conseguiu manter a fórmula de sucesso? Vamos conferir em nossa análise de Shadow Tactics: Aiko’s Choice.

O game está disponível para PC pela Steam, GOG e Epic Store e conta com legendas em PT-BR.

Conhecendo melhor Kunoichi Aiko

A história de Shadow Tactics: Aiko’s Choice, como o próprio nome já sugere, está focada em uma das personagens do game principal, a Kunoichi Aiko. Caso você o tenha jogado, já deve saber que Aiko é uma ninja especializada em se disfarçar e distrair os adversários. Apesar desse foco, nós jogamos com todos os personagens originais da franquia. O que significa que ainda precisamos combinar as habilidades de cada um para atingir os objetivos de cada mapa. Esses que estão reduzidos em tamanho, mas muito maiores em quantidade de inimigos e dificuldade, o que faz com o que o game fique mais extenso – e irritante.

Uma bela e simples reprodução do Japão Feudal

O visual e a ambientação de Shadow Tactics: Aiko’s Choice não sofreu, praticamente, nenhuma alteração. Isso não chega a ser ruim, mas para quem já se satisfez com o game base, pode ser um pouco cansativo. No geral, o gráfico e a ambientação continuam excelentes, possuindo uma ambientação típica do tema e do local. Das casas simples de madeira e papel até os castelos majestosos, tudo que foi agradável na origem se manteve.

Porém, como mencionei, essa ligeira repetição de cenário pode tornar o game cansativo e repetitivo o que, somado a detalhes que mencionarei mais a frente, pode tornar o jogo um pouco repetitivo para quem já se satisfez com o anterior.

A jogabilidade continua a mesma, mas a dificuldade elevou

Shadow Tactics: Aiko’s Choice mantém a jogabilidade clássica da campanha principal. Controlamos uma equipe em um mapa isométrico utilizando o mouse + teclado ou do controle e esse último continua a me surpreender. Como um jogador clássico das antigas do PC, nunca imaginei que jogar um RTS pelo controle seria possível ou até mesmo agradável e, assim como no jogo principal, essa adaptação fica excelente no game (embora eu ainda prefira o reflexo que o mouse nos dá).

Mantemos o esquema da campanha principal, precisamos utilizar de furtividade, habilidades e assassinatos para conseguirmos prosseguir em nossas missões. O que eu, particularmente, senti em comparação ao primeiro game, é que os mapas desse stand-alone são bem maiores, complexos e povoados, aumentando de forma considerável a dificuldade do game em si. Isso se reflete no fato do game possuir apenas 5 missões e, ainda assim, precisar de horas para finalizar.

Com relação aos personagens, o game traz de volta os 5 presentes no clássico: Mugen, Hayato, Yuki, Aiko e Takuma. Cada um possuindo um conjunto de habilidades pessoais únicas que precisam se somar para conseguirmos avançar na campanha. Embora o game mantenha a fórmula de sucesso do principal, senti uma grande falta de novidades, sejam novas habilidades personagens.

Dublagem e músicas japonesas estilosos

Outro ponto excelente do game original que se manteve foi sua trilha sonora e, principalmente, a dublagem. Temos uma adaptação muito boa do gênero japonês antigo com algo ligeiramente moderno, o que torna as partidas – na minha opinião – muito agradáveis aos ouvidos. Junto disso é mantido a excelente dublagem em japonês que faz nos sentirmos em um filme clássico – ou um anime, se você for fã.

Conclusão de nossa análise de Shadow Tactics: Blades of Shogun – Aiko’s Choice

Em suma, Aiko’s Choice é um excelente game que traz exatamente a fórmula de sucesso de Blade of Shogun – que já era fantástico. Mantendo-se fiel a sua jogabilidade e visual, o game agrada sim, e muito, porém para alguns – como eu – a falta de novidades somado a uma dificuldade ainda mais elevada pode fazer com que o game perca a graça rapidamente. Ainda assim, ele agrada bastante, principalmente considerando que é uma expansão stand-alone, ou seja, o jogador pode estar tendo sua primeira experiência com Blades of Shogun através desse game e, com certeza, vai ter uma surpresa muito maior do que para quem já conhece o game principal.

Essa análise de Shadow Tactics: Blade of Shogun – Aiko’s Choice segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Shadow Tactics: Blades of Shogun - Aiko's Choice

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8
Diversão - 8
Áudio e trilha-sonora - 8

8

Ótimo

O game merece todas as análises positivas que vêm recebendo. Porém, para quem já teve uma experiência agradável com o game anterior, ele não entrega praticamente nenhuma novidade, o que pode torná-lo um pouco enjoativo.

User Rating: Be the first one !

Guilherme Segal

Apaixonado por games desde o Atari. Curte tanto PC que possui quase 800 jogos na Steam. Mas ainda acha que os games de hoje em dia não possuem o mesmo charme dos antigos, motivo pelo qual ainda joga Heroes of Might and Magic 2 até hoje.
Botão Voltar ao topo